Notícias

Crimes ambientais, furtos de celular e vandalismo estão entre as maiores demandas da Guarda Municipal
01 DE FEVEREIRO DE 2019

Os guardas municipais fazem rondas ostensivas, priorizando pontos estratégicos da cidade, visando sempre à proteção à vida e ao patrimônio público — Foto: arquivo

Os guardas municipais fazem rondas ostensivas, priorizando pontos estratégicos da cidade, visando sempre à proteção à vida e ao patrimônio público — Foto: arquivo

A violência urbana ainda tem amedrontado a população boa-vistense. No entanto, a Prefeitura de Boa Vista tem investido e priorizado a segurança pública, por meio da Guarda Civil Municipal (GCM), que atende uma média de 50 chamados por dia. Entre as maiores demandas atendidas pela instituição estão crimes ambientais, furtos de celulares e vandalismo. Com muito esforço e dedicação, os agentes trabalham para garantir tranquilidade nas ruas da cidade. Com base no mapeamento feito pela Secretaria Municipal de Segurança Urbana e Trânsito (SMST), os guardas se dividem por áreas de atuação, visando sempre a preservação do patrimônio público e a tranquilidade nas ruas e avenidas da cidade. O Grupo de Proteção Ambiental (GPA), criado em 2018 pela prefeita Teresa Surita, atende em média 35 demandas por dia. Em caso de flagrante de ato infracional, os acusados são encaminhados às delegacias competentes. O superintendente da GCM, Murilo Santos, explicou que as rondas são feitas de acordo com os registros da central e de GPS. Ele destacou ainda que o trabalho da GCM só evoluiu graças à dedicação da Prefeitura em investir na categoria. “A Guarda tinha uma quantidade ‘x’ de demanda, e hoje isso triplicou em função do recebimento da aquisição de equipamentos, armamentos, munições e pela própria dinâmica adotada pela administração da Guarda e o apoio dado pelo secretário e pela prefeita Teresa Surita”, ressaltou. Cerca de 400 guardas municipais garantem a segurança na cidade Criada em 8 de março de 1990, a Guarda Civil Municipal conta hoje com 389 agentes, sendo 89 mulheres. Desses, 157 foram convocados na atual gestão. Desde 2013, que a Prefeitura de Boa Vista vem fazendo melhorias na GCM, aumentando o quadro de efetivo por meio de concurso, equipamentos, viaturas, materiais de proteção e investimento em treinamentos e capacitação dos profissionais. A GCM é composta por Grupo Tático Municipal (Gtam), Ronda Ostensiva Municipal (Romu), Ciclopatrulha e Defesa Civil, além da Patrulha Maria da Penha, que atua em parceria com o Poder Judiciário no acompanhamento de vítimas de violência doméstica e os mais novos grupamentos, que são o Grupo de Proteção Ambiental (GPA) e o Grupo Municipal de Trânsito (GMTRAN). Em fevereiro de 2016, a Prefeitura de Boa Vista firmou um convênio com a Polícia Federal, autorizando a Guarda Civil Municipal à utilização de armas de fogo. O senador Romero Jucá foi o responsável por pleitear o recurso junto ao Ministério da Justiça a fim de adquirir o armamento. Hoje são 190 guardas civis aptos ao porte de armas de fogo.